Bull Terrier

Um cão robusto e imponente, mas também é um companheiro leal e brincalhão.

 

Classificação Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC) Grupo 3 – Terriers.

Informações Gerais

Determinado, inteligente e teimoso.  A vida com um Bull Terrier é uma boa experiência para quem gosta de praticar bastante atividade física e para quem pode fornecê-lo jogos e brincadeiras em abundância.

 

A relação com as crianças é ótima se elas não forem muito pequenas, é necessária bastante energia para brincar e interagir com esse cão.

 

Ele é bastante extrovertido e doce com as pessoas, mas não se dá muito bem com outros animais, principalmente da mesma raça e/ou sexo.

 

Para quem tem um apartamento esse pet é uma boa opção, desde que o tutor se comprometa a proporcionar um tempo diário para a queima de energia.

Origem e história da Raça

País: Reino Unido

 

Criado para fazer parte do terrível esporte de Bull-baiting, que consiste em irritar um touro para supostamente tornar sua carne mais macia para o abate, esse cão tem uma longa história também como cão de briga.

 

Mas não é necessário ter medo do Bull Terrier, mesmo na época que ele era utilizado como um cão de luta, ele não é agressivo com pessoas. Inclusive ganhou até o apelido de “White Cavalier” por causa de sua coragem no ringue de combate e seu carinho com os humanos.

Temperamento

O Bull Terrier é criativo e muito teimoso. Ele precisa de exercícios físicos e mentais todos os dias para que ele não se torne destrutivo e comece a morder todos os objetos espalhados pela casa. Mas ele também tem uma natureza afetuosa e muito devotada.

Curiosidades

▪ O ex-presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt era tutor de um Bull Terrier;

 

▪ Eles têm aparecido em vários filmes, sendo eles: “101 Dálmatas”, “Best in Show”, “O Mágico de Oz” e “O Máskara”.

Cuidados e Bem Estar

Ter companhia o dia todo é imprescindível para ele não ficar entediado e adotar um comportamento destruidor.

 

Ele precisa de pelo menos uma hora de exercício físico e mental diariamente. Leve-o para uma caminhada ou para perseguir uma bola, mas certifique-se de que ele sempre estará na coleira para ele não sair correndo atrás de outros animais.

 

O treinamento e a socialização serão os responsáveis por amenizar seu comportamento agressivo diante de outros bichos.

 

A pelagem precisa de uma escovação semanal e os banhos não precisam ser frequentes, o tutor deve avaliar a necessidade de acordo com o estado do cão.

 

Os dentes precisam ser escovados duas ou três vezes por semana e as unhas aparadas uma ou duas vezes por mês.

 

Predisposição a doenças: Nefrite Hereditária, surdez, doença cardíaca, problemas de pele e luxação.

Aparência física

Seu corpo é forte, musculoso e arredondado. O seu peito é robusto e seu focinho é comprido. Seus olhos são pequenos e suas orelhas estão sempre de pé.

Padrão de Pelagem

Seu pelo é curto, liso e duro ao toque. A cor pode ser branca pura, malhada, malhada preto, azul, marrom ou vermelha.

Cuidados com os filhotes

Eles são muito ativos e brincalhões, mas é necessário ter cautela com a quantidade de exercícios nessa fase, pois o alto impacto pode danificar os seus ossos que ainda estão em desenvolvimento.

 

Treine e socialize seu Bull Terrier desde pequeno, leve-o a locais públicos para que ele possa se acostumar com situações diferentes envolvendo outras pessoas e outros cães.

Valor de comercialização

R$ 3.500 a R$ 6.000

Perguntas Frequentes

O Bull Terrier solta muito pelo?

A sua perda de pelo é moderada, mas a escovação semanal vai ajudar a diminuir a quantidade de pelagem espalhada pela casa.

 

O Bull Terrier é recomendado para crianças?

Eles não são recomendados como companhia para crianças muito pequenas, pois são muito ativos e podem acabar machucando sem querer. Já com crianças maiores e capazes de correr e brincar bastante, eles são uma ótima opção de pet.

 

O Bull Terrier late muito?

Tem uma tendência moderada para latir.

 

O Bull Terrier pode viver em apartamentos ou espaços pequenos?

Se seus tutores se comprometerem em fornecer atividade física diária, ele consegue se adaptar em apartamentos.

 

O Bull Terrier pode ficar sozinho em casa?

Ele não gosta de passar longos períodos sozinho, podendo fazer uma bagunça como forma de chamar atenção.

Ração DogBox

Expectativa de Vida

MÍNIMA

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
10 anos

MÁXIMA

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
15 anos

Altura


MÍNIMA

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
53 cm

MÁXIMA

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
56 cm

Peso


MÍNIMO

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
20 kg

MÁXIMO

JavaScript chart by amCharts 3.21.13JS chart by amCharts
40 kg

Características

Adaptabilidade
Nível de Afeição
Bom para apartamento
Tendência de latir
Amigável com gatos
Amigável com crianças
Amigável com cães
Necessidade de exercícios
Espaço necessário
Tosa
Problemas de saúde
Inteligência
Gosto por brincadeiras
Queda de pelo
Necessidade social
Amigável com estranhos
Territorialista
Facilidade de treinamento
Cão de guarda
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor